Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 17 de abril de 2008

João e Maria


Fantástica a emoção de ouvir o Chico cantar e como deve ser gratificante para ele, ouvir como as pessoas amam aquilo que ele diz, embalado pela singeleza da sua música
.
Como são belas as coisas simples.

Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você
Além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava um rock
Para as matinês

Agora eu era o rei
Era o bedel e era também juiz
E pela minha lei
A gente era obrigada a ser feliz
E você era a princesa
Que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país

Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Eu era o seu pião
O seu bicho preferido
Sim, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade
Acho que a gente nem tinha nascido

Agora era fatal
Que o faz-de-conta terminasse assim
Pra lá deste quintal
Era uma noite que não tem mais fim
Pois você sumiu no mundo
Sem me avisar
E agora eu era um louco a perguntar
O que é que a vida vai fazer de mim

Para vr e ouvir clicar >>>>>>>>>>>>>>>> aqui

2 comentários:

Lyra disse...

Além de gostar muito de Chico Buarque (muito mesmo) achei angraçado passar por aqui e a tua escolha ser esta música. Gosto dela particularmente porque é uma verdadeira Ode ao amor de um homem por uma mulher com uma doçura que toca bem fundo.

Até breve.

;O)

lfm disse...

Gostos comuns haverá mais do Xico com certeza

Luís Maia