Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Livre




(Não há machado que corte

a raíz ao pensamento)

não há morte para o vento

não há morte)


Se ao morrer o coração

morresse a luz que lhe é querida

sem razão seria a vida

sem razão


Nada apaga a luz que vive

num amor num pensamento

porque é livre como o vento

porque é livre

Nenhum comentário: