Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Jerusalém de ouro

Na sua recente deslocação a Israel o rei cantou em 2 linguas

Como o ar de montanha
E transparente como o vinho
E o cheiro de pinho
Vem como o vento no tardecer
Como voz de campainhas
E quando a pedra e a árvore dormem
Então também está sonhando
Minha cidade Jerusalém
(Refrão)(2x)
Jerusalém, Jerusalém
Tu és de cobre, ouro e luz
Tu és cidade do meu Rei
Senhor Jesus
Como secaram as cisternas?
E o mercado está vazio
Ninguém visita o monte-templo
Na cidade velha
E nas cavernas que estão nas rochas
Os ventos chegam a chorar
Ninguém mais desce a Jericó
Onde Jesus entrou
(Refrão)
Quando venho a cantar-te
E a coroar-te de glória
Sou o menor dos menores
Dos filhos teus, Jerusalém
Teu nome queima os meus lábios
Como um beijo de amor
Não me esquecerei jamais
Jerusalém de Deus
(Refrão)




Nenhum comentário: